Como chegar às piscinas naturais da Barra da Lagoa

As piscinas naturais da Barra da Lagoa são daqueles lugares que tornam Florianópolis famosa em todo o Brasil. Quando o dia é de sol, calor e mar calmo, a água do mar ganha as cores de um azul claro e as pedras do costão protegem os banhistas das ondas. É o necessário para criar o melhor lugar para se tomar banho de mar na Ilha de Santa Catarina. Tudo isso acessível por um trilha de aproximadamente 15 minutos desde a Praia da Barra da Lagoa.

As piscinas naturais ficam no lado Leste da Ilha de Santa Catarina, entre a Praia da Barra da Lagoa e Galheta. É um passeio perfeito para quem tem pouca experiência em trilhas e está passando o dia de verão na região.

Trilha para piscinas naturais da Barra da Lagoa

A trilha até as piscinas é bem tranquila. O caminho começa na Praia da Barra da Lagoa na passarela que atravessa o canal da Barra. Em seguida é só seguir a sinalização rumo à Prainha, cruzando pelo caminho estreito entre diversas pousadas da região. Depois, a trilha cruza um pequeno pórtico e segue pela mata, sempre muito bem definida e leve.

Ao todo a trilha das piscinas naturais tem 1 quilômetro de extensão. Em diversos trechos, o caminho tem tocos de madeira que formam degraus e tornam ainda mais fácil a caminhada. Não há dúvidas, basicamente qualquer pessoa, com calma, pode fazer a trilha até as piscinas.

Ao final da trilha, chega-se a uma grande pedra de onde é possível ver as piscinas naturais mais abaixo e toda a costa da Praia da Barra da Lagoa e do Moçambique. Para chegar até as piscinas, basta seguir mais 2 ou 3 minutos até a beira do costão.

piscinas-naturais-barra-da-lagoa
Facebook @piscinasnaturaisdabarradalagoa

As piscinas naturais da Barra da Lagoa

Há quem diga que as piscinas naturais da Barra da Lagoa não são ‘tão piscinas assim”. O espaço fica logo abaixo do costão e do lado Leste e Sul está cercado por diversas pedras e pelo próprio costão. Mas ao Norte e ao Oeste é bastante aberto e exposto. Verdade que se o vento é Nordeste, assim como a ondulação, a movimentação de ondas exigirá bastante atenção dos banhistas.

Porém quando o direção do vento ou das ondas chega do Sul, ou até mesmo Leste, o espaço fica com águas mais calmas e profundas. Aí sim, se for um dia ensolarado a probabilidade de encontrar as águas bem claras é grande.

Ainda sim, quem estiver nadando deve ter muito cuidado para sair da água. Como as águas são profundas, até 2 metros mesmo próximo das pedras, exige que o banhista se aproxime a nado e se apoie para sair. É bastante comum encontrar pessoas com dificuldades de sair da água. E claro, se o mar não está calmo, fica ainda mais complicado.

Dicas para a trilha das piscinas naturais

Como a trilha é bem curta e tranquila, não exigirá grandes esforços. Mas sempre é recomendado levar água e usar um tênis leve de caminhada. Uma canga também pode ser útil para sentar sobre as pedras e se proteger do calor.

Atenção ao horário. As piscinas naturais da Barra da Lagoa já deixaram há alguns anos de ser um lugar desconhecido. Pelo contrário, em dias de verão são muitas as pessoas que vão lá. Então, busque ir cedo e aproveitar o tempo por lá antes do meio-dia. Será mais tranquilo e menos tumultuado.

waterline-barra-da-lagoa
Facebook @piscinasnaturaisdabarradalagoa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *